Sobre o Consórcio

Formado por quatro empresas líderes de mercado da cadeia de construção civil, em parceria com a Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli USP) e a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), e com o apoio do Green Building Council Brasil (GBC Brasil) e do Conselho Brasileiro de Construção Sustentável (CBCS), o Consórcio tem como objetivo definir condutas e normas de qualidade para o desenvolvimento de soluções e produtos que atendam à necessidade de adoção de práticas, processos e recursos que promovam a eficiência energética e consequentemente a redução do consumo de energia em condicionamento. “É fundamental que tenhamos toda a cadeia envolvida no desenvolvimento de tecnologias que atendam às novas necessidades energéticas”, afirma o Professor Vanderley John, da Escola Politécnica da USP.

 

As superfícies frias surgiram da necessidade de redução da energia necessária para o conforto térmico em edifícios e áreas urbanas, pela redução das ilhas de calor, que pode adicionar até mais 10ºC a temperatura das grandes cidades. Trata-se de uma tecnologia limpa, de baixo custo, que deverá colaborar para melhorar o conforto e reduzir o consumo de energia do País.

 

O objetivo do consórcio é criar condições técnicas e institucionais para que os produtos frios que cheguem ao mercado tenham excelente desempenho aliado a uma alta durabilidade nas condições mais adversas, que incluem incidência direta de radiação solar, água, umidade e microorganismos.